segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Corrupção no Brasil é como a Web: uma teia onde tudo se interliga

No Brasil a corrupção é como a Internet: tudo se interliga como numa teia
Em 1998 tivemos o escandaloso caso do "mensalão", tornado famoso pelos depoimentos do deputado Roberto Jefferson, que abalou a credibilidade do governo Lula sem, no entanto, atingir o presidente.

Bem antes de eclodir o famigerado caso do mensalão outros escândalos espocaram, como o famoso caso dos dólares na cueca, o escândalo dos bingos, o escândalo dos Correios, a corrupção na prefeitura de Santo André e a morte de Celso Daniel, a cínica Dança da Pizza entre outros.

Quem não se lembra do escandaloso caso da SUDAM, em 2000, que envolveu a governadora do Maranhão, Roseana Sarney? E o escabroso caso da morte do prefeito Celso Daniel? Ou do caso Celso Pita, a corrupção na prefeitura de São Paulo, a CPI do Banestado e do juiz Nicolalau?  

O site A Voz do Cidadão faz uma lista de escândalos dos governos recentes, desde 1979, com o presidente que preferia o cheiro dos cavalos ao de gente, João Batista de Figueiredo, até Lula. Também a Wikipédia nos traz uma lista de 96 supostos casos de escândalos para os anos 1990 e 124 casos para os nove anos da década de 2000. De certo que a fonte não é lá muito confiável, entretanto serve muito bem para que se tenha uma imagem do bas-fond  da política nacional.

Mensalão já era, agora é meiasalão

Já tivemos políticos de alto coturno, e alguns de seus cherimbabos*, que foram flagrados recebendo propina. Eles escondia o dinheiro de suas falcatruas em sacos, malas, cuecas e agora estão usando também as meias. Como diria o macaco Simão: No país da esculhambação geral, inauguraram o meiasalão. Hahahaaa!...

O deputado Prudente, prudentemente, guardou sua propina nas meias enquanto o deputado Roberto Arruda (DEM) colocou a bolada num saco.  Mas nem com reza forte de pastor,  nem com mandinga, patuás, galho de arruda e oscambau, ficaram livres do "mau olhado": os olhos da Nação estavam todos voltados para eles. Foram vistos em cadeia nacional, escondendo o dinheiro. E se esses mesmos olhos não esquecerem o que viram, nunca mais eles serão eleitos, caso venham a se candidatar novamente.

Mas essa é uma tola esperança deste blogueiro, pois a memória do povo é mais volátil que memória RAM. Quantos políticos processados e condenados, quantos corruptos confessos ou pegos em flagrante, quantos candidatgos supostamente envolvidos nos mais hediondos crimes já foram reeleitos?

Encerro este post com duas frases proféticas do ex-presidente Abrahan Lincoln:

"Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder."
"Podeis enganar toda a gente durante um certo tempo; podeis mesmo enganar algumas pessoas todo o tempo; mas não vos será possível enganar sempre toda a gente."

Crédito: Imagem obtida no blog Proibido Proibir

 *Cherimbabo é um termo nativo para um pequeno animal de cria doméstica. Na gíria paraense designa o auxiliar, ajudante ou puxa-saco.

Um comentário:

Prof. Adinalzir disse...

Caro Franz

É tanto escandalo e roubalheira... Que se esmiuçarmos as palavras do Abrahan Lincoln "Sempre haverá aqueles que um dia foram enganados, mas que hoje não se deixam mais enganar". Eu sou um desses vacinados. Rsss...

Abraços, :-)

No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum