segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Brasil, onde "obrigação" virou "direito".

Político brasileiro gosta de dizer que, ao votar, o cidadão está exercendo um direito, e  a mídia do país reforça isso há tanto tempo que o cidadão acaba acreditando que é uma verdade insofismável. Agora me digam: aonde o cidadão que cumpre uma imposição da lei está exercendo um direito? 

Após as eleições, todos, de candidatos a eleitores, falam em "festa da democracia", "sagrado exercício de cidadania", "direito do cidadão" e os cambau. Ou o povo gosta de se iludir ou é um animal poderoso mas acéfalo, temporariamente guiado por uma ou várias cabeças. Aliás, essa segunda metáfora me parece bem apropriada, pois se assemelha a uma das figuras da Geomancia (uma milenar arte divinatória) chamada "Populus", ou povo.  

POPULUS, o Povo, naturalmente a figura que contém o maior número de pontos. Evoca a idéia de multidão e todas as nuanças que esta possa conter. É uma massa difícil de mobilizar e igualmente difícil de controlar. (Obtido em http://sites.google.com/site/pehemaas - Veja o original AQUI)

Mas, na política nacional há uma máxima que prevalece: pra que facilitar se se pode enrolar, né mesmo? E assim vamos para 2º turno para Presidente e, aqui no Pará, para Governador...  E o que ganhamos? Em verdade, nada! A não ser mais barulho nas ruas, na TV e no rádio. Até aí, tudo bem, o pior é  que um processo eleitoral gasta muito dos cofres públicos, e com um 2º turno é mais dinheiro público que vai para o ralo. Sim, caríssimos, poderíamos resolver isso no primeiro turno e economizar milhares de reais.

No Brasil, votar é obrigação, logo nada há ver com direito e democracia, como os espertos impingem há décadas e os tolos acreditam, sem perceber que direito de votar, por exemplo, é como o exercido pelos cidadãos dos EUA, onde o voto não é obrigatório.

Pelo direito real e verdadeiro de votar não porque dizem que devemos; não porque somos obrigados, mas porque, de livre e expontânea vontade, queremos.

Nenhum comentário:

No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum