sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Masturbação tecnológica pelo Computador

Esse post é uma preparação para a minha próxima postagem, que fará parte da blogagem coletiva proposta pelo Blog Vou de Coletivo para o mes de novembro, e cujo tema é Brinquedos. Leia e confira.
..................................................................................
Antigamente, nos anos 1960 e meados de 1970, tudo que um adolescente queria era um dos famosos "Catecismos", as revista de sacanagem em quadrinhos desenhadas por Carlos Zéfiro, e alguns instantes a sós no banheiro de casa. Depois vieram as revistas de sacanagem com fotos coloridas, contrabandeadas da Suécia e Dinamarca, que comprávamos de amigos marinheiros e escondíamos como se fosse um tesouro.

Na década de 1980 explodem nas bancas de todo Brasil as revistas eróticas, nacionais e internacionais, como Ele&Ela, Playboy, Status, Penthouse. Mais tarde surgem as revistas de sexo explicito, liberadas nas bancas de jornais.

Com o advento da internet e da troca de arquivos P2P, fotos e vídeos pornôs estão disponíveis  para todo e qualquer adolescente. Uma nova era de prazeres solitários se inaugura. Mas não paramos por ai.

Então, um cabra inteligente e sacana que também é engenheiro da NASA, descontente em usar o computador apenas para VER sacanagem, decidiu que o computador deveria fazê-lo SENTIR prazer enquanto via um filminho pornô na telinha (será que o aparelho acompanha o kit de sobrevivência dos astronautas da NASA - risos?).

O novo brinquedo only for guys chama-se Real Touch, the future of adult entertainment, anuncia o site do produto (clique AQUI). O Real Touch é um aparelho de estimulação peniana que é conectado ao PC pela porta USB, enquanto um programinha (plugin) adapta o Windows Media Player para fazer a interação entre o que acontece no filme e o aparelho. Depois, é só relaxar e...  Ah! Custa menos de 200 dólares.


4 comentários:

Prof. Adinalzir disse...

Caro Franz

Rsss... Essa é muito boa!

Estou rindo até agora... :-)

Mas eu ainda prefiro, o saudosismo dos anos 60, 70 e 80 e uma "boa mulher de verdade".

Abraços aqui deste Rio de Janeiro ainda nublado e ao mesmo tempo ensolarado. :-)

Franz disse...

Oi, Adinalzir! Eu tb, comobom saudosista que sou, em se tratando de sexo, prefiro o real ao virtual. E viva a natureza!
Abraços do migo, Franz

lucidreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lucidreira disse...

Olá, eu tenho a impressão que, quando se fala em sexo na net iremos ver muitos destes inventores colocar mais e mais novos produtos a disposição do público, pois os adolecentes de hoje são carrancudos e fechados tanto com pais como professores e outros adultos. Eles ficam sempre a espera de estarem só para as sus manobras sexuais virtuais.
É totalmente diferente de nós adolecentes dos anos 60, 70 80,
como diz o professor Adinalzir.
Um abraço do soteropolitano, Lucidreira.

No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum