segunda-feira, 11 de maio de 2009

ELETRÔNICOS PROIBIDOS EM SALA DE AULA

Lei estadual proíbe uso de celular em sala de aula.


A governadora Ana Julia Carepa sancionou, nesta sexta-feira (08/05/2009), a Lei 7.269, que proíbe o uso de aparelhos celulares e eletrônicos como MP3, MP4 e palms dentro das salas de aulas. A proibição se aplica às instituições de ensino fundamental e médio da rede pública estadual... Leia mais AQUI...

Essa lei está causando algumas discussões. Para uns, o Estado irá gastar dinheiro dos cofres públicos para implantar uma lei desnecessária e cuja eficácia é, no mínimo, muito duvidosa. Para outros, é uma lei que vai colocar ordem na sala de aula, proibindo o estudante de atender o celular ou usar seu MP3, MP4, MP5... enquanto o professor está ministrando a matéria.
Não creio que essa seja a melhor forma da escola educar para o uso consciente e responsável desses aparelhos eletrônicos, nem acho que essa medida irá melhorar a educação pública estadual ou o desempenho de alunos e professores. Talvez fosse mais ajuizado aplicar medidas que promovessem maior integração entre alunos e professores, estimulando o interesse do estudante em aprender o que é ensinado e garantir ao professor mais estímulo para ensinar.
A mídia (do lat. media, plural de mediun ou meio) eletrônica pessoal, aquela dos aparelhos que acompanham o indivíduo e o conectam com o mundo, é um fato inconstestável dessa sociedade mundializada. Ela o coloca na condição de autor do seu próprio processo de construçaõ de conhecimento, de pesquisador, de produtor de informações. Os celulares conectados a Web podem promover um aprendizado a qualquer hora e em qualquer local, e cabe a Escola ensinar o cidadão a fazer o melhor uso dessa tecnologia. Mas com essa decisão, me parece que mais uma vez a escola foge de seu papel educador e adota o papel repressor.
Para o poder, baixar leis ou decretos proibitivos é sempre mais fácil do que desenvolver novas formas de se adaptar aos movimentos sociais emergentes.

9 comentários:

Anônimo disse...

Na verdade o papel de repressor não é da escola e sim de um governo autoritário que se diz democrático.

Franz disse...

Sim, de fato, mas se a escola é um espelho da sociedade em que está incluída...

Avassaladora disse...

Franz, em vez da educação a repressão...
O Brasil sempre viveu e ainda vive esse impasse...
Em pequenas coisas, como essa, um simples uso de celular em sala de aula...

É mais fácil usar a força, que a educação... é uma pena...

Anônimo disse...

Concordo com os dois comentários, mas o governo deveria deixar por conta dos educadores o papel de educar. Já que é um governo que o lema é "proibido proibir...."

Franz disse...

A escola sempre teve um papel repressor a guiza de educador. P.ex. se o aluno chega atrasado é punido, embora a culpa do atraso tenha sido de seus pais.
Franz;

Anônimo disse...

Concordo com a importancia da midia em sala de aula, porém, é constrangedor o professor e a escola ser responsabilizada pelo furto destes no ambiente escolar.

Denise disse...

A escola pública precisa mais de diálogo que de proibições. O autoritarismo da época da minha avó ainda pode ser visto em posturas como esta de nosso governo, mas um dia descobrimos o "caminho das pedras" ou da verdadeira educação.

Dri disse...

Eu, como professora de língua portuguesa, afirmo que algo desagradável e incontrolável, é o uso de MP3, celulares, dentre outros eletrônicos, em sala de aula...
Pois, diante de tantas diversões que os alunos encontram nesses aparelhos, é difícil fazer com que eles se interessem por uma aula de gramática, ou produção textual, por exemplo...
Creio que o caminho é usar desses artifícios eletrônicos como metodologia de trabalho, o que motiva o professor a criar novas "fórmulas", e agrada o aluno.

Anônimo disse...

Verdade verdadeira as leis servem para organizar uma sociedade e leis que baseiam-se no bom senso da população nem sempre são muito eficazes. Muito menos leis que baseiam-se no bom senso de jovens, crianças e adolencentes, que não tem idéias completamente formadas, são facilmente influenciaveis e facilmente tentados -preferem mil vezes jogar um joguinho no celular do que estudar para daqui a alguns anos (sempre é mais perto do que parece) terem que fazer o vestibular.
Devia ser proibido, mas que as escolas se ocupassem de educar os alunos sobre o uso além disso.

No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum