sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

YouTube busca jovem cientista

Em outubro de 2011 o Youtube lançou um concurso mundial para selecionar cientistas entre estudantes de 14 a 18 anos. Trata-se do Youtube Space Lab (para visitar clique AQUI), que "faz parte de um programa do YouTube que consiste em disponibilizar acesso a conteúdos educacionais aos educadores", e tem entre seus parceiros a NASA (visite o site da NASA AQUI).
O site da European Space Agency-ESA, informa que "Em apenas sete semanas, estudantes de todo o mundo enviaram mais de 5500 propostas de experiências". O canal do Space Lab recebeu mais de 50 mil inscrições e até o momento foram feitas cerca de 38,5 milhões de visitas.

Por conta disso, o concurso foi estendido até meados de dezembro passado, e o resultado dos finalistas, previsto para sair esta semana (dia 04/01), ainda não foi divulgado. As votações começam dentro de 10 dias (a partir de 17/01) e os finalistas serão conhecidos a partir de 21 de fevereiro. Já os 2 vencedores só em 21 de março.

A competição é proibida para cidadãos de Cuba, Irã, Coréia do Norte e outros países sancionados pelos EUA. No Brasil, por causa de algumas "restrições legais" que o regulamento não esclarece, a participação de estudantes brasileiros não foi permitida. Por que o estudante brasileiro não pode participar, mas seu voto é solicitado?!.. Isso tira-nos um pouco do interesse no certame.

Educação no YouTube (Extraído do Site Inovação Tecnológica - Leia AQUI)

O Space Lab é uma componente da vasta oferta educacional do YouTube, onde estão incluídas, por exemplo, as conferências TED, em www.youtube.com/education, com a abordagem dos mais variados tópicos educacionais; www.youtube.com/teachers, que orienta os professores na utilização de vídeo na sala de aulas; e o YouTube for Schools, um programa piloto que tem como objetivo tornar o YouTube acessível a mais escolas.

"Como companhia preocupada com a próxima geração de cientistas que somos, lançamos o YouTube Space Lab para oferecer aos estudantes a extraordinária oportunidade de fazer a sua experiência no espaço," disse Zahaan Bharmal, responsável pelo marketing do Google, que é proprietária do YouTube

2 comentários:

Prof. Adinalzir disse...

Prezado Franz
A não participação de estudantes brasileiros no certame demonstra a fragilidade da tão falada democracia norte-americana. Eles ainda não entenderam que a busca do conhecimento deve estar ao alcance de todos. Pobres coitados.
Abraços!

Franz disse...

É isso mesmo, amigo Adinalzir, mas acho que eles ficaram mesmo é com medo do "jeitinho brasileiro", que supera, em muito, as nossas dificuldades técnicas e carências materiais.

No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum