terça-feira, 1 de novembro de 2011

MENSAGEM AOS BRUXOS

Eu não gosto do Halloween como cultura imposta em nossas escolas. Há muito mais beleza nas nossas lendas e mitos nacionais, com ênfase nos da Amazônia, do que nos da América do Norte.
Nossa Matinta-Perêra, por exemplo, é mais interessante - e provavelmente mais apavorante - que as bruxas do Halloween; topar com um Mapinguari amedronta mais que encontrar o Jack O'Lantern, posso garantir.

Mas o que vale mesmo é  estimular o imaginário, essa fábrica fantástica de FANTASIA, pois o omem sem fantasia é a mais pobre das criaturas.

Pensando nisso meu amigo Antonio Juraci Siqueira, o "Filho do Boto", grande poeta e trovador desta mangueirosa cidade, nos presenteia com  um poema para o Dia das Bruxas, que reproduzo abaixo.

MENSAGEM AOS BRUXOS
                             
Vinde! Fadas, Encantados,
Gnomos, Bruxos, Duendes,
que o mundo em trevas depende
do lume de vossos fados!
Vinde! Matinta Perera,
Boiúna, Boto, Mãe D’água!
Vinde espantar tanta mágoa
desta vida passageira!...
                                                          
Ó, vinde! Bruxo da Praça,
amigo dos beija-flores,
guardião das plantas, das flores...
Vinde a nós com a vossa graça!
Vinde de todos os lados,
vinde com vossas magias
acalentar nossos dias
tão tristes, tão conturbados!...
Na concha de vossas mãos
trazei poções poderosas
tornando espinhos em rosas,
fazendo os homens irmãos!
Vinde a dançar e a sorrir
na ciranda da poesia,
que a vida, sem fantasia,
não vale a pena existir!
Antonio Juraci Siqueira

5 comentários:

Anônimo disse...

Categoria faz ato público nesta sexta [04], na frente do Fórum da Capital.

Trabalhadores da rede estadual de educação, em greve desde o dia 26 de setembro, vão ao Fórum da Capital, esperar uma resposta da Justiça, visto que o Governo do Estado, não aceitou nenhuma das propostas apresentadas pelo magistrado Elder Lisboa, que acatando pedido do Governo Jatene julgou a greve abusiva, sentenciando antes mesmo de ouvir a outra parte interessada, a categoria.

A expectativa da categoria em receber um parecer favorável da justiça, talvez desmitifique o que foi publicado em um jornal de grande circulação em Belém, que antevia a sentença do juiz. Por isto, a presença de toda a categoria será um fator importantíssimo para que consigamos continuar no nosso movimento reivindicando melhores condições de trabalho e valorização profissional.

Na última audiência de conciliação os interlocutores do governo não avançaram nas proposições que resolvesse o impasse, pois mesmo apresentado os estudos técnicos o governo não apresentou os dele para se contrapor aos argumentos apresentados pelo sindicato e não avançou nas propostas.

A categoria iniciou a greve cobrando a implantação do PCCR imediato da categoria e o pagamento do Piso Salarial definido por lei federal, além de outras reivindicações visando a valorizando os trabalhadores em educação, assim, como a reforma imediata das escolas. Essas reivindicações são de cunho administrativo, se o Governo Jatene administrasse o Estado do Pará com base na legislação, hoje dificilmente teríamos uma greve destas proporções na rede estadual de ensino, enfatiza Antonio Netto, Coordenador de Comunicação do sindicato.

Assim, os trabalhadores em greve, só aceitam sair do movimento caso seja cumprida a Lei do Piso Salarial e a implementação do PCCR na integra, sem prejuízos aos trabalhadores que estão sendo prejudicados com a nova forma de realizar os cálculos salariais.

A Coordenação Estadual do Sintepp, independente da resposta da Justiça do Estado, convoca todos (as) trabalhadores (as) para participarem da assembleia do dia 07 de novembro, no Centro Social de Nazaré, às 09 horas para decidir os rumos do movimento.

Avançar sempre, recuar jamais! Nenhum direito a menos!

Fonte: SINTEPP

Florzinha disse...

Padrinho do blog,
Estamos realizandoo I Encontro de Contadores de histórias da Amazônia, um momento sonhado por nós que acreditamos na palavra falada/escrita e que se materializa na forma de ajuntamento.
Peço que nos ajude a divulgar nesse seu espaço que é muito visitado!as informações se encontram no meu blog.
abraços.

RAYMUNDA | PEDAGOGA disse...

Boa tarde!Os professores vão voltar as escolas sem a definição do pagamento do piso salarial?E o PCCR?

RAYMUNDA | PEDAGOGA disse...

Os professores estão em greve todo esse tempo, e nada foi resolvido tenha dó,sem esses profissionais da educação nenhum aluno poderia estudar o PCCR E O PISO SALARIAL não podem ser negado, esse direito está na Lei 11738/08, as esferas do governo. Municipal,Estadual,Federal devem ter um olhar de carinho para os trabalhadores da Educação sem os mesmos não haveria escola para formar profissionais no mundo para ajudar o País a se desenvolver não é?

Rosilene Cordeiro disse...

É sempre um prazer lê-lo, aqui , ali e acolá...r. Bj no coração meu querido!

No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum