sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Punição para aluno que desrespeitar Professor

Já era tempo de se implantar uma medida como essa, antes que a situação chegasse a um nível intolerável, posto que está quase lá. Por outro lado, se o governo realmente desejasse valorizar o professor como profissional da educação, creio que poderia encontrar outras formas de fazer com que os estudantes (e seus responsáveis) respeitassem o locus pedagógico e seus atores. 
..........................
A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou na quarta-feira (28)proposta que prevê punição para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino.

Pelo Projeto de Lei 267/11, da deputada Cida Borghetti (PP-PR), o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, será encaminhado à autoridade judiciária competente. A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta das escolas como responsabilidade e dever da criança e do adolescente estudante.

O relator, deputado Mandetta (DEM-MS), destacou que a violência contra professores do ensino médio e do fundamental é uma das causas da falta de qualidade da educação brasileira. “Professores com medo de sofrer violência ou represálias verbais e físicas, principalmente por parte de alunos, somado à falta de punição administrativa e/ou judicial dos estudantes indisciplinados ou violentos somente corroboram a existência de sérios problemas educacionais”, afirmou.

O parlamentar disse ainda que um estatuto que assegura apenas direitos, sem determinar deveres, desrespeita uma das regras básicas da educação, que é o respeito aos direitos dos outros. “É fato que há uma crescente violência contra professores e diretores em sala de aula, que não vem sendo coibida adequadamente pelas normas hoje em vigor. Cremos que o sistema de proteção integral determinado pela Constituição Federal às crianças e adolescentes também passa por imposição e cumprimento de deveres”, concluiu.

Fonte: http://www.pp.org.br/noticias/453/161469/ComissaoAprovaPunicaoParaAlunoQueDesrespeitarProfessor/

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Novo Portal do Software Público Brasileiro

 A Coordenação do Portal do Software Público Brasileiro está convidando os internautas para colaborarem no processo de desenvolvimento do novo Portal SPB "... expressando suas necessidades e dificuldades no ambiente e opinando sobre maneiras de como torná-lo mais atrativo, interativo e eficaz."

Ao longo dos últimos anos o SPB tem funcionado como um núcleo de inovação na administração pública e nos municípios brasileiros, causando transformações na economia, no setor público e na indústria de software. Considerando estas transformações a Coordenação do Portal do Software Público Brasileiro anuncia que está em curso o processo de reformulação do Portal do Software Público Brasileiro, que agora será mais aberto e participativo, de maneira que qualquer cidadão possa sugerir ideias  e usufruir mais das soluções que são ofertadas no ambiente.
Você pode compartilhar suas sugestões para o novo ambiente e votar nas propostas que mais lhe interessarem pelo endereço: http://novo.softwarepublico.gov.br/ideias/. As sugestões mais pontuadas têm mais chances de serem incorporadas na nova versão do Portal do Software Público Brasileiro.

Precisando de informações sobre o funcionamento do Portal para dar sua sugestão? Estamos disponibilizando esse ambiente de wiki aberto ( http://novo.softwarepublico.gov.br/wiki/ ) , onde será registrada toda a base conceitual e teórica acumulada no decorrer do processo de desenvolvimento. Lá você encontrará informações como:

. Mapas mentais das atuais funcionalidades do SPB; . Mapas mentais de atores que interagem com ele; . Apresentações sobre ferramentas existentes cujas funcionalidades poderiam ser incluídas no SPB; . Publicação sobre o pensamento sistêmico do Software Público Brasileiro; . Agenda dos encontros presenciais.
Para facilitar a comunicação entre os que se interessam em colaborar, foi criada a comunidade "Novo Portal SPB" dentro do próprio Portal, que pode ser acessada pelo seguinte endereço: http://bit.ly/VfRFJF .

- Encontros presenciais -

Após essa fase de levantamento de sugestões pela Internet, serão realizados encontros presenciais conduzidos pelo Ministério do Planejamento, onde qualquer cidadão poderá ajudar apresentando mais definições sobre o novo Portal do Software Público Brasileiro. Esses encontros terão uma dinâmica própria que foi planejada para permitir que todos consigam ajudar de alguma forma, de acordo com seu conhecimento e área de interesse no SPB.

Interessados em participar dos encontros presenciais em Brasília devem indicar na comunidade "Novo Portal SPB" os dias em que estarão presentes, para reservar vagas: http://bit.ly/VfRFJF .


* Texto extraído e adaptado da mensagem recebida pelo blogueiro por e-mail.
 

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Brainly.com: um grupo de espertos e inteligentes

BRAINLY.COM (brain+ly = esperto, inteligente) é um projeto educativo baseado na aprendizagem colaborativa e na construção de redes sociais. Para mim é uma ferramenta muito interessante e significativa para o estudante brasileiro. Veja abaixo mais informações sobre esse novo portal.

Clique na imagem para visitar o portal


Desde novembro os alunos brasileiros e portugueses podem se juntar a uma rede social educativa Brainly.com.br – um portal que promove a compartilhação de conhecimento e ajuda mútua em estudos escolares.

Social learning, gamificação e apoio à educação - estes são os principais conceitos do Brainly que criando um ambiente de aprendizagem mútua e colaboração possibilita estudo fácil e rápido para os alunos de ensino fundamental e médio. Graças aos elementos de gamificação como rankings, níveis ou um sistema de atribuição de pontos, Brainly encoraja participação ativa na explicação de questões difíceis, porque os utilizadores – para serem ajudados – também têm de ajudar os outros. Os fundadores querem mostrar que a escola, trabalhos de casa e estudo podem dar prazer e satisfação pessoal.

Como o Brainly funciona?

Para cumprir as expectativas de ambos os mercados, o Brainly.com.br está disponível em português do Brasil e português europeu, enquanto o conteúdo é comum para que os alunos de Portugal e os do Brasil possam trabalhar e colaborar juntos. Cada usuário depois do cadastro recebe um certo número de pontos que precisa gastar cada vez que faz uma pergunta no portal. Para ganhar pontos os alunos devem ajudar as outras pessoas, não necessariamente na mesma matéria. Além disso, os melhores alunos recebem pontos adicionais por darem uma resposta clara, completa e com uma boa explicação. Da alta qualidade de todas as respostas cuidam os especialistas – os moderadores. O botão “Obrigado” possibilita agradecimento pessoal e pode ser um início de uma nova amizade que se pode desenvolver através de mensagens privadas ou bate-papo. Com esta ideia de ajuda mútua com os estudos em um ambiente de colaboração e amizade os fundadores querem chegar às crianças de todos os países no mundo.

Sobre o Brainly.com

É um grupo de serviços de social learning cujo objetivo é criar um espaço online onde os alunos podem estudar juntos, trocar ideias e ao mesmo tempo conhecer pessoas novas. O primeiro serviço foi criado em 2009 e rápidamente ganhou popularidade tanto entre os alunos como entre os professores. Neste momento ao grupo pertencem os seguintes portais: Zadane.pl (Polônia), Znanija.com (Rússia, Ucrânia e outros países russófonos), E-aufgabe.de (Alemanha), Misdeberes.es (Espanha, México e América do Sul), NosDevoirs.fr (França), Eodev.com (Turquía) e Brainly.com.br (Portugal e Brasil). Em conjunto, o portal é utilizado por quase 9 milhões de usuários únicos por mês em 19 países. Mais informações (em inglês): www.brainly.com/

sábado, 9 de fevereiro de 2013

O Ultimato evolutivo

A Revolução silenciosa: de Homo Consumus ao Homo Responsabilus

Não sei se devo pedir desculpas, meu caro leitor, mas como educador me sinto na obrigação de, nessa postagem, convidá-lo a uma reflexão ecológica, e fazer um alerta sobre nossa participação nesse caos que se transformou nosso mundo.  

É cada vez maior a nossa (minha e de Leca) preocupação com a questão ambiental e o impacto de nossa atitude egoísta e consumista sobre o planeta e, por conseguinte, sobre toda a humanidade.

Nesse sentido buscamos desenvolver ações e atitudes que, se não fazem a diferença, pelo menos reduzem nossa responsabilidade com o Status Quo em que se encontra a degradação do meio ambiente, a produção de lixo, o consumo consciente de recursos não renováveis como a água etc.

Assim, ao construímos nossa casa preparamos 3 reservatório (2 caixas d'água e uma cisterna - mais de 4 mil litros) para armazenamento da água da chuva, que usamos para a descarga nos sanitários, para a lavagem (garagem, pátio, quintal, carro) e regar plantas. Além de fazermos uma coleta seletiva do lixo doméstico e usarmos o lixo orgânico para uma pequena composteira, que gera terra adubada para as nossas plantas.

Em paralelo, estamos desenvolvendo um projeto de criação de uma ecovila, a Ecovila Iandê (veja nosso blog em  http://www.ecovila-iande.blogspot.com), onde pretendemos viver em paz e harmonia com a natureza, produzindo nossas verduras, legumes e frutas de forma natural, orgânica, sem agrotóxicos, defensivos agrícolas nem adubos químicos.

Essa é a revolução silenciosa, porquanto interior, rumo a um mundo melhor. Faça-a você também.


Vídeo do youtube.


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Recebi um e-mail da Tânia Michel Pereira, solicitando colaboração na divulgação de um curso EAD sobre Educação Matemática. E como esse espaço está sempre à disposição para atender pedidos desse tipo, seguem as informações:  

Curso gratuito para uso das novas tecnologias de ensino da matemática na educação básica


Estão abertas as inscrições para o curso “Materiais Virtuais Interativos para o Ensino da Matemática na Educação Básica -2013-2014”.

O curso é oferecido na modalidade a distância, destinado a professores de matemática da rede pública de ensino e acadêmicos que estão cursando licenciatura em matemática podendo servir, para estes últimos, na formação complementar. Os materiais do curso podem ser utilizados tanto para realização do curso quanto para serem adaptados e utilizados em formações organizadas pelas instituições ao qual o inscrito esteja alocado. A entrada, no curso, é de fluxo continuo, porém a conclusão ocorre somente em dois momentos em cada ano, sendo o primeiro em junho ou novembro. 

O certificado será fornecido pela UNIJUÍ-Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, com registro na secretaria acadêmica. Após a conclusão o cursista paga somente as despesas de confecção e envio do certificado no valor de R$ 50,00. Caso o cursista seja sócio da SBEM, SBM ou SBMA  o concluinte paga somente R$ 30,00 pelas referidas despesas, se estiver em dia com suas anuidades. Atestados de conclusão enviados por e-mail não são cobrados.

O endereço para inscrição e acesso:  http://www.projetos.unijui.edu.br/matematica/curso

Para maiores informações acesse endereço acima citado ou envie mensagem para tmichel@gmail.com

Atenciosamente
Tânia Michel Pereira
Coordenadora  do curso 
No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum