segunda-feira, 17 de novembro de 2008

ATUALIZAR O BLOG É KARMA DE BLOGUEIRO

Caríssimo leitor, quero começar esta postagem me desculpando. Se você é um dos que percorre essa rua com frequência, deve ter observado que há duas semanas nada mudou, não apresentei nenhuma nova postagem, nenhum elemento novo na página. É que tenho andado sem tempo para me entregar ao prazer que é manter esse blog atualizado, e isso tem me incomodado, porque não lhe ofereci nada novo e nem dei o melhor de mim.

Não! Não sou daquelas pessoas que recebem visitas em casa e dizem "Desculpe a bagunça" ou "Não repare a desarrumação". Isso fica parecendo que só arrumamos a casa para receber visitas. O blogueiro deve manter atualizado seu blog para satisfazer a si próprio, e não porque alguém virá visitar, eventualmente. É, na verdade, uma obrigação que ele assume no instante que decide ser blogueiro.

Ao criarmos um blog e conquistarmos visitantes e seguidores, criamos também laços de afetividade e de compromisso que, diria a raposa de Antoine de Saint-Exupéry, nos tornam responsáveis por aquilo que cativamos. É o mesmo que acontece com o escritor consagrado: com seus livros ele conquista afetos de corações e mentes. Com seus livros ele não somente ajuda a criar uma rede de amigos, mas se constrói e reconstrói nela e por ela. Assim é com o blogueiro e seu compromisso de escrever. Não importa se escreve para si ou para outros, importa escrever. Escrever é como navegar: é preciso. É esse espírito dos antigos navegantes que deve mover os que escrevem, sejam eles grandes romancistas, poetas ou um humilde blogueiro. Eis o que está no cabeçalho desse blog.

Ao contrário da imagem do navegante, que é escravo de seu barco, de sua bússola e de um destino certo para um porto seguro, o blogueiro não deve ser visto como um prisioneiro do escrever, mas de um compromisso tácito. Então tenho um compromisso contigo, e tu o tens comigo. Compromisso é responsabilidade, é o dever que adquirimos para com o outro, para conconosco e para com o Cósmico. E responsabilidade é Karma!

Manter um Blog sempre atualizado é como ter uma casa e mantê-la sempre arrumada, mas não porque recebemos frequentes visitas, mas porque nos faz bem ter e manter um ambiente agradável, harmônico, que nos conforta e nos traz satisfação e prazer. Satisfação e prazer que compartilhamos com as visitas. Assim, visitar um blog que se mantém sem nenhuma postagem nova por longo tempo, é como caminhar por uma rua cujas vitrines apresentem sempre o mesmo espetáculo: depois de certo tempo você pode até passar pela calçada, mas não olhará mais para ela.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

VENCEDORES DO CONCURSO DE BLOGS 2008

Certos projetos despretensiosos, ou mesmo ações simples, que fazemos em nossa caminhada profissional, ainda que de início não tenha a acolhida esperada, muitas vezes, ao fim e ao cabo, nos enchem de satisfação e regozijo. Este é o caso dos projetos de blogs educacionais de escolas públicas das redes estadual e municipal de Belém, que criei no Núcleo de Tecnologia Educacional-NTE e Núcleo de Informática Educativa-NIED, respectivamente.

Dentro desse projeto, foi criado o 1º Concurso de Blogs de Escolas Públicas Estaduais de Belém (leia mais AQUI), para estimular o emprego de blogs como instrumento de interação entre as escolas da rede, entre alunos e professores, e de divulgação das ações desenvolvidas na/pela escolas.

Nas oficinas de Blog que realizei em 2007 e 2008, todos os participantes eram professores lotados em Salas de Informática (SI), mas nem todos criaram blogs para suas escolas. Outros apenas criaram. Não deram continuidade, não fizeram postagens. Uns alegam que falta apoio e interesse da direção da escola ou que falta a colaboração de outros professores; outros que falta internet na escola. Curiosamente, a escola que teve o blog escolhido como melhor, a Escola de Outeiro, não tem internet na sala de informática. E isso nos mostra o que já sabemos de longe, que algumas escolas, e alguns professores, não sabem aproveitar os recursos que possuem, enquanto outras/outros superam suas dificuldades e limitações na busca por fazer/dar o melhor de si, pois esses compreendem que é essa sua missão; é o compromisso que assumiram com o Cósmico.

E há, ainda, o fato de escolas que ainda não possuem Sala de Informática, mas alguns de seus professores participando dos Cursos de Introdução a Educação Digital que ministramos no NTE, aprenderam a construir blogs e ao perceberem o potencial pedagógico dos Blogs, decidiram criar e manter um Blog para a escola. É o caso da Escola Estadual Waldemar Ribeiro, que não tem SI nem computadores, mas um professor decidiu criar um blog para divulgar os trabalhos na/da escola. E participaram do concurso!

Nesta postagem quero, primeiramente, agradecer aos professores que aderiram ao projeto e acreditaram que a Internet é a via de progresso, crescimento e evolução da educação. Que acreditam que o blog pode contribuir para a interação entre Escola e Comunidade, e que é preciso oferecer ao estudante mais do que o que está contido entre o chão, teto, paredes e carteiras de uma sala de aula, ou seja, que é necessário ampliar a Cosmovisão dos alunos e torná-los cidadãos globais. E os blogs educativos servem pra isso!

Quero agradecer aos colegas que colaboraram comigo e informar que no Blog do NTE já divulgamos a relação dos 10 melhores, os vencedores desta 1ª edição. Mas, abaixo, estou divulgando essa relação. (Clique na imagem para aumentar)

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

BLOG SERVE PRA ISSO!

Antigamente, até a época do descobrimento do Brasil, vivía-se a Era da Oralidade. Apenas ouvíamos. A produção de informação era centrada em poucos indivíduos, e transmitidas oralmente. Aos demais cabia OUVIR e confiar na memória para garantir uma transmissão fidedigna. Depois, com a prensa de Gutemberg, veio o advento da imprensa escrita e o acesso a informação tornou-se possível a todos que soubessem ler. Entramos assim na Era da Leitura. Mas a produção da informação continuava restrita a poucos.

Cerca de 400 anos depois entramos na Era do Rádio. As notícias se espalham mais rapidamente, entretanto continuamos como ouvintes, e sem ter acesso a produção e propagação de informação. Na década de 1960 conhecemos a televisão, e inaugura-se uma nova era: a Era do Vídeo. Já não ficamos somente ouvindo as notícias. Agora queremos "ouvir com os olhos". A partir daí as coisas se aceleram e apenas 30 anos mais tarde os computadores pessoais abrem um novo mundo à informação e comunicação. Entramos na Era da Multimídia. Deixamos de ser apenas receptores. Enfim podemos produzir, editar, publicar e compartilhar a informação.

E os Blogs servem pra isso! Num texto escrito para a apostila do Curso de Formação de Professores em Linux Educacional, realizado pelo NIED-Semec/Belém, escrevi: "Nesse cenário, a criança convive com um mundo formatado pelas Tecnologias da Informação e Comunicação-TIC; cresce e se desenvolve onde impera o computador, a mídia televisiva, as imagens frenéticas e coloridas, um universo imersivo, multivisual e multisonoro. (...)
Em contrapartida, a escola atual lhe oferece um mundo estático em preto e branco e espera que ela tenha reações de euforia e contentamento.
"(Para ler o texto completo, clique AQUI.)

O estudante da era da comunicação digital e imersiva já existe. E esse número aumenta exponencialmente a cada ano. Somente o espaço pedagógico tradicional se mantém o mesmo. Uma nova educação, uma nova escola, um novo educador tornam-se obrigatórios e urgentes. Nessa era nem o professor nem o aluno estão mais dispostos a, somente, LER, VER, OUVIR. E os Blogs servem pra isso!

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

A REDE MOCORONGA & O JOOMLA!

Encerra-se hoje a 7ª Oficina de Inclusão Digital-OID. O número de participantes excedeu em muito os 3 mil, e descontando a desorganização visível desde o primeiro dia, posso dizer que o evento foi satisfatório quanto a proposta de apresentar os projetos de Inclusão Sócio-Digital regionais e nacionais, com foco em telecentros. A expectativa final do encontro é elaborar a Carta de Belém, um documento que contenha as reinvidicações e as diretrizes sobre políticas públicas para a inclusão digital e social brasileira.

Embora ocupado com o curso Tecnologia na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC (100 h), que começou uma nova turma na segunda-feira passada (03/11)no NTE Belém, assisti a alguns debates, palestras, plenárias, apresentação de casos e oficinas (veja mais na postagem abaixo).

REDE MOCORONGA
Um dos projetos que achei mais interessantes está sendo desenvolvido em Santarém, município do Pará. Trata-se da Rede Mocoronga de Comunicação Popular, uma ação educomunicativa da Ong Saúde e Alegria, um projeto que nasceu em 1987 e "atende cerca de 150 comunidades com programas de desenvolvimento comunitário integrado nas áreas de saúde, organização comunitária, economia da floresta, educação, cultura e comunicação. A arte, o circo e a comunicação são os principais intrumentos de educação e mobilização da proposta."

JOOMLA!
Outra oficina que considerei interessante foi a de criação e gerenciamento de sites com o JOOMLA!

A oficina foi ministrada pelo Thiago Cardoso, do GNUSP. O Joomla é um software livre e possui uma comunidade espalhada pelo mundo. Seu nome é de origem africana e significa "todos juntos", semelhante a filosofia conceitual do Ubuntu. Oferece uma ampla gama de ferramentas para a criação e administração de sites que dispensa o conhecimento de programação.

O Joomla permite modificar layouts com muita facilidade e criar cadastros on line sem o conhecimento de PHP, HTML etc. Tudo pode ser feito com um simples clique de botões, mas também satisfaz quem domina essas linguagens de programação.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

7ª Oficina para Inclusão Digital-Belém 2008

Começa hoje (Terça-feira,4/11) no auditório principal do Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, a cerimônia de Abertura da 7ª Oficina para Inclusão Digital. O encerramento acontece dia 7/11. Estaremos lá trazendo alguns informes para esse espaço. Veja os temas dos debates:

1. A inserção do tema Inclusão Digital junto ao Fórum Social Mundial
2. Inclusão digital na perspectiva dos territórios
3. Debate sobre crimes digitais e liberdade de ação na internet
4. Debate de construção da Carta de Belém

AS OFICINAS PRÁTICAS
1-Recondicionamento de computadores
2. Desmanche, reciclagem e disposição final de resíduos tecnológicos
3. Metareciclagem e Robótica Livre
4. Formação a distância e presencial
5. Acessibilidade
6. Software livre e telecentros: soluções e potencialidades
7. Educação previdenciária e campanha pelo Registro Civil de Nascimento
8. Elaboração e gestão de projetos
9. Comunicação comunitária e publicação web
10. Oficina de conectividade
11. Como montar cooperativas tecnológicasv
12. Telecentros de Informação e Negócios: compartilhamento de experiências
13. Joomla! Construção e gerenciamento de conteúdos coolaborativos

AS OFICINAS PARALELAS
1. Oficinas que serão realizadas pelo Ministério da Educação:
1.1 Instalação do Conteúdo Livre do Linux Educacional
1.2 Portal Domínio Público
2. Oficina WebRadio
3. Oficina de Vídeo
4. Elaboração e Gestão de Projetos Culturais
5. Teatro do Oprimido sob a ótica da Inclusão Digital
OFICINAS GESAC sobre tecnologias livres de informação e comunicação Centro Multimídia GESAC
No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum