terça-feira, 30 de setembro de 2008

Linha do Tempo da Informática Educativa no Brasil

Hoje encontrei numa mensagem no grupo Blogs Educativos um endereço para criar Linhas do Tempo (clique aqui para ir ao site) e lá encontrei esta linha do tempo da Informática Educativa no Brasil. Eu que lido com IE desde 1997, e acredito que os computadores em rede podem revolucionar a educação pública nacional, garantindo melhorias no/do processo, tanto para o ensinante quanto o aprendente, achei muito interessante este trabalho. Confira abaixo:

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Gabriel Pensador: a palestra que não vi

E a Feira Pan Amazônica do Livro terminou

Caro leitor, este blogueiro está um tanto acabrunhado por não ter podido dar continuidade a série de postagens sobre a XII Feira Pan Amazônica do Livro, encerrada ontem, domingo, dia 28 de setembro, e um tanto frustrado por ter prometido para alguns leitores amigos(as) uma postagem sobre a palestra do Gabriel Pensador - acontecida dia 25 - e não ter cumprido a promessa. Mas acreditem, eu tentei, juro que tentei!
Vocês não fazem idéia da multidão que invadiu o espaço do Hangar durante a feira, e mormente naquele dia. A fila na entrada parecia a de um grande show de Rock. Chegamos, eu e minha mulher, poucos minutos antes das 20 horas - o horário de início de toda as palestras acontecidas durante a Feira - e eis que ao chegar nas escadas de acesso ao segundo piso, onde está o auditório do Hangar, encontramos dezenas de pessoas aglomeradas: ninguém subia! Reclamações, protestos e mais protestos. Os seguranças na escada estavam com ordens de não permitir a subida de ninguém. Um deles me disse que o auditório estava superlotado e suas portas fechadas. Não havia a possibilidade de entrar mais ninguém.

Gabriel, Pensador

Fiquei fulo da vida com a oportunidade perdida. Para mim o indivíduo que, numa sociedade onde a maioria se contenta apenas em reproduzir, em ser cópias de cópias, tem a coragem de se dizer "Pensador" e de adotar como sobrenome essa alcunha, merece todo meu respeito.
Pensar é um ato inerente ao ser humano, porquanto deve ser fácil, não é? Mas não é! Pensar é um ato de busca pela compreensão e conhecimento, de si e do outro, do singular e do complexo. Tem a ver com o ato matemático de comparar (pensar = pesar), de avaliar e decidir, por conseguinte, de julgar. Em sendo um ato matemático, baseia-se na lógica, na razão, em detrimento da emoção. Vê, então, como é não é tão fácil como supõe nossa vã filosofia?
Eis porque tenho grande admiração pelo trabalho do Gabriel Pensador, por suas letras bem elaboradas, refinadas até, e por seu humor cáustico, ferino. Dizer-se "Pensador" até pode soar como pretensão do Gabriel, mas a mim parece mais o humildade reconhecimento de uma responsabilidade assumida pelo artista; a responsabilidade de fazer os outros também se tornarem pensadores.
Se você ainda não conhece o blog do Gabriel Pensador, clique aqui para visitar. Recomendo que assistam ao vídeo que ele fez no Hotel Hiltom, aqui em Belém, com o artista Bule Bule.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Ariano Suassuna na feira do Livro - 4º Dia

Noite de segunda-feira, quarto dia da XII Feira Pan Amazônica do Livro. Seria uma noite de segundo como outra qualquer se não fosse a presença do grande escritor paraibano Ariano Suassuna, talvez o maior atrativo do evento, a considerar o número de pessoas que lotavam o amplo auditório. Para mim era a segunda vez que assistia a uma palestra do mestre. A primeira foi neste mesmo local, na edição anterior da Feira.
Quando Ariano Suassuna entrou no recinto, foi aplaudido estrondosamente, e agradeceu agitando os braços, como um campeão das olímpiadas faria. E abraçando a si mesmo, como o artista consagrado que é, dizia que estava abraçando a todos. O público, sentindo-se abraçado, agradeceu com mais aplausos.
Ariano tem compromisso com a diversidade cultural e com a cultura popular. É, de longe, o maior defensor da cultura brasileira e nordestina, em particular. Sua voz, personalissimamente rouca e carregada do sotaque pernambucano, era facilmente ouvida num auditório silente e respeitoso. Com a naturalidade e autoridade de quem foi professor da Universidade Federal de Pernambuco por 33 anos, fez sua aula-espetáculo durante duas horas. E teríamos ficado por mais duas, ou quatro, se ele quisesse ou pudesse.
Para muitos como eu, que o admiravam pelos livros e adaptações destes para o cinema e televisão, compartilhar do mesmo espaço e tempo, e ouvir de viva voz seus causos, suas lições, é um privilégio, uma honra. Foi isso que senti quando, ao final fui levar-lhe um livro para autografar e na minha frente havia uma mãe com um garoto que devia ter uns 8 anos. A mãe trazia uma máquina fotográfica nas mãos e o pequeno trazia a programação do dia. Quando ela foi informada que Ariano só autografaria livros, pediu que pelo menos a deixasse tirar uma foto. O velho escritor abraçou a criança e deu-lhe beijo na cabeça. A mãe feliz e, provavelmente, orgulhosa, registrou para sempre esse instante.
Observando a cena, fiquei imaginando sua satisfação, satisfação de mãe que cuida do filho e que está segura que lhe dá o melhor que pode. E lamentei por meus alunos cujos pais nunca oportunizaram esse contato com a boa música, a boa arte, a boa literatura. Lamentei por todas as crianças e jovens que se embebedam dessa cultura de má qualidade, que a mídia derrama aos borbotões.
Então me lembrei de uma frase que Ariano quase ao final da palestra: "O povo gosta de arte boa, mas não tem acesso. Não estão deixando o jovem brasileiro ter contato com o filé, só dão o osso". Ele se referia a uma frase de Capiba, célebre compositor de frevos, que dizia "só dão osso pro cachorro" e o coitado do animal rói por não ter opção, mas experimentem dar filé! Esse garoto levado pela mão da mãe teve contato com o filé.

EDUCAÇÃO E BOLSA FAMILIA

Sobre Educação, disse que este não era o maior problema do Brasil. “O maior problema do Brasi - afirmou - é a miséria! Até uns anos atrás o percentual de brasileiros abaixo da linha da pobreza era 34 vírgula alguma coisa por cento. Com o Bolsa Família baixou para 18%. E ainda tem gente que fala mal do Bolsa Família!”- arrematou. E o auditório aplaudia praticamente a cada parágrafo. "A educação está em segundo plano. Em primeiro está a fome. Não adianta ter os melhores professores do mundo se o aluno não come”.
Também disse que estava muito preocupado com as histórias sobre a internacionalização da Amazônia: “O Brasil não pode perder a Amazônia”, disse para aplausos calorosos da platéia. Afirmou que alguns até podem chamá-lo de “arcaico-nacionalista-estreito” que ele não se incomoda, "porque meu negócio é defender o Brasil e sua cultura. Eu não tenho poder político, nem econômico, mas tenho uma língua afiada desgraçada!” (Risos)
Para ilustrar que estava sempre do lado do povo, foi buscar em seu “O auto da compadecida” o exemplo de João Grilo e Xicó. Mas alertou: “João Grilo é astucioso. Eu não tenho astúcia nenhuma. Eu me identifico mais com o Xicó, com aquelas mentiras dele. Eu sou um mentiroso!” O povo ria, entendendo muito bem que essa era sua maneira de dizer que ela era um contador de histórias.

domingo, 21 de setembro de 2008

Feira Pan Amazônica do Livro -3º Dia

Hoje é domingo, pede cachimbo... Não, nao! Hoje é domingo, pede livro.

Milhares de pessoas visitaram hoje à XII Feira Pan Amazônica do Livro, que apresentou uma programação extensa e variada, com ênfase no público infantil. Além das oficinas de brinquedos, de desenho etc, as criançada tem teatro infantil, cinema e dança. E para adultos há shows, palestras e seções de autógrafos.

No Encontro Literário foi a vez do escritor e cantor Vitor Ramil se apresentar, falando de sua vivência e de seu livro "Satolep".

Nas imagens abaixo, temos 1. A multidão que lotou o Hangar; 2. Livros para todas as idades; 3. Meu amigo, escritor Walcir Monteiro, no estande do Escritor Paraense; 4. o estande com os menores livros do mundo sempre atrai muito público; 5 e 6. Livros em "Pop Up" que se abrem criando o cenário de suas histórias (a mãe precisou puxar a criança encantanda pelo livro).
Eis a programação para os escritores convidados, sempre às 20h, no auditório: Dia 22 - Ariano Suassuna; Dia 23 - Marina Colassanti; Dia 24 - Afonso Romano Sant'Anna; Dia 25 - Gabriel Pensador; Dia 26 - Rubem Alves; Dia 27 - Fernando Morais Dia 28 - Arnaldo Antunes.

sábado, 20 de setembro de 2008

Feira Pan Amazônica do Livro -1º Dia

Conforme o prometido na postagem anterior, hoje trago algumas cenas&impressões do 1º dia de Feira Pan Amazônica do Livro, que está em sua décima segunda edição. Seguindo a tradição, o patrono deste ano é o escritor paraense Antonio Tavernard e o país homenageado é o Japão.

O evento acontece no Hangar-Centro de Convenções, que é um espaço moderno e privilegiado para eventos diversos, desde encontros, congressos e similares a shows de cantores como Roberto Carlos; de exposições e formaturas a casamentos.A cerimônia de abertura, no auditório do Hangar, contou com a presença da Governadora Ana Júlia Carepa, do Secretário de Estado de Cultura, o professor Edílson Moura da Silva, e de representantes do país homenageado. A cerimônia teve fraca participação do público, mais interessado em ver as novidades e passear pelos estandes.

Um dos estandes que mais me agradou foi o do Escritor Paraense que, ao contrário de anos anteriores, recebeu da organização do evento um espaço nobre, digno e merecedor de elogios. Foi lá que encontrei o amigo poeta e trovador Antonio Juracy Siqueira - o "filho do Boto" como ele mesmo se define -, com seu inseparável chapéu branco.

Um dos momentos mais aguardados é o Encontro Literário, quando escritores de todo o país conversam com o público. Alguns já são frequentadores da Feira, como o grande escritor Ariano Suassuna, que no ano passado divertiu-nos contando trechos de sua vida. Outros estão pela primeira vez, como Gabriel Pensador. Para este anos as presenças confirmadas são: Nélida Piñon, Vitor Ramil, Ariano Suassuna, Marina Colasanti, Affonso Romano, Gabriel Pensador, Rubem Alves, Fernando Morais e Arnaldo Antunes.

Veja abaixo algumas cenas deste primeiro dia. Passe o mouse sobre a foto para ver a legenda.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Belém: capital amazônica do livro

Atenção amigo leitor de Belém ou de passagem por esta bela cidade, começa amanhã (dia 19/09) e se extenderá até o dia a 28/09/2008 a XII Feira Pan Amazôinica do LIvro , no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Esta que é a maior feira do gênero do Norte e uma das mais importantes do país, e terá como país homenageando o Japão. O Pará abriga uma das maiores colônias de japoneses do Brasil, e há 80 anos seus cidadãos e descendentes contribuem ativamente para a cultura e economia do estado.
Nos últimos oito anos o Núcleo de Informática Educativa-NTE no qual trabalho tem participado dessa feira, montando uma Sala de Informática com 10 computadores em rede, para receber crianças e mostrar o trabalho pedagógico com jogos e softares educacionais. No ano passado nossa participação foi com palestras e oficinas. Eu proferi uma palestra sobre ... e ministrei uma oficina de Blogs. Este ano, o NTE não irá participar da programação da Feira.

Este blogueiro, buscando colaborar voluntariamente na divulgação deste evento, tentará trazer diariamente comentários a respeito da Feira, imagens, lançamentos, palestras, convidados etc. Confiram diariamente aqui.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Ao fim de um dia de trabalho: SFODSE

Se o dia de um professor em sala de aula tradicional já é cansativo, o de um professor de sala de Informática pode, às vezes, ser mais. E assim como a gente pode ficar de saco cheio dos máquinas e irritado com a Internet, parece que os computadores também se irritam.
Hoje, depois de passar mais de 10 horas trabalhando diante de um computador, fui postar um comentário no blog de uma escola e quando ia digitar aquele conjunto de caracteres que servem de verificação da postagem, olha o que as letras formaram!

Fiz o comentário, desliguei a máquina e fui pra casa. Por hoje chega!

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Portaria para alunos Travestis e Transexuais.

Ano de eleições se vê cada coisa bizarra! Como se não bastassem os nomes exdrúxulos e rebarbativos de alguns candidatos e as promessas mais estapafúrdias feitas nestas épocas, como aquela de um antigo candidato do interior do Pará que prometia, se eleito fosse, "em cada casa um poço salesiano e uma antena diabólica", há, também, promessas travestidas de preocupação social que se tornadas realidade podem vir a ser um grande transtorno para a população, como a que uma candidata a prefeitura de Belém apregoa: aumentar a frota de ônibus da cidade para atender aos trabalhadores. Ora, considerando-se que a rede viária da Grande Belém se assemelha a um '8', sendo a parte superior do 8 o município de Belém, a inferior o município de Ananindeua e o nó o Complexo Viário do Entroncamento (única entrada e saída da cidade por rodovia); considerando-se ainda o crescente aumento do número de veículos pelas ruas da cidade tem transformado trânsito num caos urbano digno de uma metrópole, essa promessa, ainda que seja de boa intenção, pode virar mais um castigo para o trabalhador.

Outra coisa que me soa estranho foi a portaria de nº 016/2008, da Secretária de Estado de Educação, que acabei de ler no site oficial da SEDUC (leia na íntegra aqui). Leia um trecho da nota publicada pela Assessoria de Comunicação da SEDUC, por ocasião da VII Parada do Orgulho LGBT de Belém.:
“No trio elétrico oficial, a Secretária de Estado de Educação do Pará, Iracy Gallo, participou da abertura do evento, na qual enfatizou a importância de um ambiente escolar de respeito às diferenças. Iracy Gallo destacou para o público a recente portaria assinada no mês de abril, a qual, entre outros aspectos, visa a garantia da Cidadania e Direitos Humanos da população LGBT.
A portaria de nº 016/2008 determina que escolas da rede pública aceitem o pré-nome ou nome social de estudantes pertencentes aos grupos de GLBT, já a partir de 02 de janeiro de 2009. Todas as Unidades Escolares da Rede Pública Estadual do Pará passarão a registrar, no ato da matrícula, o pré-nome social de alunos Travestis e Transexuais.”

Diante da leitura este blogueiro perguntou aos seus botões: Quer dizer que se meu aluno se chama Rodolfo, mas seu nome de guerra, digo, “nome social”, é Sheyla, então a escola deve matriculá-lo com esse nome? Ou será que ele terá o nome de batismo no registro escolar, mas na lista de frequência deverá ser chamado(a) pelo nome de guer... ops!, social? E, em não sendo o nome próprio do indivíduo, por conseguinte é um pseudônimo, esta portaria não legaliza o uso de apelidos na escola? E chama isto de cidadania??? E no caso de um concurso público, que nome ele usaria para se inscrever: Rodolfo ou Sheyla? Não seria o caso de, se o indivíduo não quer mais usar seu nome de batismo, ajudá-lo(a) a mudar de nome em seus documentos oficiais? E bem que se poderia criar um projeto de lei federal para isso. Olha ai, senhores deputados, não é uma idéia a se pensar?

Não tenho nada contra o público LGBT, e como educador defendo fervorosamente os direitos de todo cidadão. Também entendo que os gestores públicos devem se esforçar “no sentido de promover políticas públicas de inclusão e respeito”, e que a escola deve “fomentar o respeito ao outro, a diversidade, promovendo paz”.

Mas também entendo que o que vai garantir inclusão e respeito ao aluno, seja qual for sua inclinação sexual, não é ser chamado pelo “nome social”, ou poder trocar o uniforme escolar por uma roupa mais... festiva. É poder estudar num local agradável, é ter a certeza de estar num ambiente favorável ao seu desenvolvimento físico, espiritual e intelectual, é ser valorizado porque recebe um ensino de qualidade, por professores também valorizados e respeitados. A cidadania não se constrói porque uma lei diz que o indivíduo não pode ser vítima de discriminação, mas porque, perante a lei, ele é igual a todos, independente de credo, raça, cor ou preferências sexuais.

Portarias como essa, num ano eleitoral, me soa aos ouvidos como uma medida, no mínimo, populista. Agora espero que a SEDUC baixe uma portaria onde torne obrigatório que os alunos chamem seus professores por nome, não mais por “Tio e Tia”.

A Esquerda da Pesquisa e à Direita da Prática

Em 2004, escrevi o artigo "À ESQUERDA DA PESQUISA À DIREITA DA PRÁTICA: UM NOVO REFERENCIAL PARA O PROFESSOR TENDO POR BASE AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO", inicialmente como avaliação de uma disciplina do Mestrado em Educação em Ciências e Matemáticas, do NPADC/UFPA; e mais tarde como capítulo da minha Dissertação.

Recentemente me foi pedido uma cópia, e achei que talvez este material podesse ser do interesse de mais algumas pessoas, assim decidi disponibilizá-lo aqui. Assim, veja abaixo o resumo do artigo e ao final o link para download, em PDF.

Resumo Esse trabalho pretende mostrar que a utilização pedagógica das Tecnologias da Informação e da Comunicação-TIC, com ênfase no uso dos computadores conectados em rede, é capaz de promover em curto espaço de tempo, um aprendizado mais significativo do que uma jornada letiva nos moldes hegemônicos de ensino; e que por isso mesmo o professor deve rever seu papel e sua participação nesse processo milenar de transmissão de informação e de construção de conhecimentos, preparando-se para utilizar eficientemente as ferramentas tecnológicas não apenas para alargamento de seu pensamento e de sua cosmovisão, como também de seus alunos, na busca pela construção de um olhar que revele o caminho para a realização mútua. O que nos interessa destacar é a relação possivelmente estabelecida entre o conjunto de saberes considerados importantes para o professor em seu exercício profissional e a atividade de pesquisa, considerada hoje recurso indispensável ao seu trabalho.
Conceitos chave: Formação de professores, novas tecnologias na educação, mudança de paradigma.


Se desejar ler o artigo na íntegra, clique aqui.

Recebemos o Prêmio Dardos

A Internet aceita tudo que se lhe deite, mas há muitas coisas que me seduzem no mundo digital. As redes sócio-interativas que criamos na Web, por exemplo, é uma delas. Por paradoxal que possa parecer, tenho a impressão que é mais fácil a gente encontrar pessoas que pensam como a gente e reunir amigos no mundo virtual que no real. Os blogs são um desses nichos comunitários que considero mais "Paid'égua!" (quer saber o que é paid'égua clique aqui).

Eu penso que todo blogueiro busca contribuir para um mundo melhor ao dar o melhor de si em suas postagens, ao buscar socializar uma descoberta ou despertar o olhar de seus leitores para essa ou aquela questão. Nessa nossa comunidade de blogueiros fico satisfeito em ver como há solidariedade e disposição de contribuir para o crescimento do outro, numa clara percepção de que quando te ajudo a crescer, eu cresço junto. Isso me lembra aquela música do Marcelo D2 "Loadeando", que gosto muito e acho muito adequada a tudo isso que fazemos aqui:
"Eu me desenvolvo e evoluo com meu filho.
Eu me desenvolvo e evoluo com meu pai."


Na minha opinião, quando um blog ganha um daqueles selos de amizade ou destaque, tão comuns que até pode parecer uma coisa de pouca monta para uns, é uma maneira de mostrar ao blogueiro que sua responsabilidade e seu compromisso com a comunidade estão aumentando, e isto evidencia sua evolução e melhora. E como estamos numa rede, em que tudo afeta tudo, temos também o progresso comunal.

É com essa consciência e espírito que recebo o Prêmio Dardos, que me foi ofertado pela Marcia Paganella, do blog Me Acharam e repasso aos meus indicados (veja abaixo). Cole o sêlo em seu blog e indique os seus 15 escolhidos.
http://cincoemum.blogspot.com
http://haroldobaleixe.blogspot.com
http://arteinformatica.blogspot.com
http://www.contadoresemec.blogspot.com
http://alvesmaia.blogspot.com
http://professorcavalcante.zip.net
http://ciberespaconaescola.blogspot.com
http://prof2007.blogspot.com
http://informaticaeeducacaoblog.blogspot.com
http://educasempre.blogspot.com
http://jmzimmer.blog.uol.com.br
http://agostinhomonteiro.blogspot.com
http://naahsparaense.blogspot.com
http://quimilokos.blogspot.com
http://www.professorinterativo.com.br

terça-feira, 9 de setembro de 2008

É PARA RIR OU CHORAR?

Certamente você, amigo leitor, caminhando por essas ruas movimentadas de capitais, interiores ou subúrbios, já se deparou com algum aviso ou cartaz curioso, engraçado; ou já recolheu aqueles santinhos distribuídos por videntes, curandeiros e todo tipo de charlatão que promete realizar trabalhos milagrosos em sua vida.

Hoje trago um exemplo desses cartazes e santinhos que parecem anúncio das Organizações Tabajara, ou artes de charlatanismo explícito. Não fossem os graves erros gramaticais e ortográficos, até perdoáveis nalgumas circunstâncias, há o fato descarado de um nítido 171. Julgue você mesmo.

CLIQUE NA IMAGEM PARA AUMENTAR

domingo, 7 de setembro de 2008

Concurso de Blogs de Escolas Estaduais de Belém

Caro leitor, quero falar um pouco sobre um concurso de Blogs que estamos realizando com escolas da rede pública estadual subordinadas ao assessoramento pedagógico em Informática Educativa do Núcleo de Tecnologia Educacional-NTE de Belém, e que tem despertado o interesse de outros NTEs, conforme alguns e-mails que tenho recebido.

Em maio passado, criei o projeto "Minha Escola na WEB: Blogs e Podcast". O projeto é fruto de uma idéia iniciada em 2006 quando fiz um blog (meu primeiro) para o projeto "Artes Visuais e o Olhar que Dialoga", da Profa. Rosita Ribeiro, colega de trabalho no Núcleo de Informática Educativa-NIED, da Prefeitura de Belém. Ainda em 2006, pelo final do ano, uma ex-colega de trabalho participava também do projeto TIM, Música nas Escolas, que patrocinava a criação de rádios analógicas em três escolas da rede municipal. Então convidei-a para criarmos um projeto de rádio escolar digital, um Podcast. E assim surgiu o Projeto "Rádio Som da Amazônia", que culminou em 2007 com um excelente trabalho dos alunos durante a Reunião Anual da SBPC, aqui em Belém. Veja abaixo a logo que criei para o projeto. Na rede estadual decidi começar o projeto pela construção de Blogs educativos, de forma a "estabelecer um espaço virtual de divulgação das ações e projetos de alunos, professores, gestores etc, enquanto possibilita a troca de conhecimentos e informações entre esses atores", e num segundo momento complementar com o Podcast.

O I Concurso de Blogs de Escolas Públicas Estaduais da Grande Belém pretende tornar-se um elemento de valorização dos projetos de Blogs educativos publicados pelas escolas, ao mesmo tempo servir de estímulo ao uso dessa ferramenta na melhoria do processo de leitura e escrita dos alunos. E tenho observado que os professores de Sala de Informática, responsáveis pelos blogs, estão cada vez mais empolgados com o trabalho de criação e publicação, e isso nos impulsiona a continuar acreditando que a Informática pode promover a tão esperada melhoria no/do processo de ensinar e aprender nas escolas publicas brasileiras.

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

BLOG NA EDUCAÇÃO

Recebi o último Boletim Informativo da Eduteka, que é um portal educativo da Fundação Gabriel Piedrahita Uribe, de Cali, na Colômbia, que traz um excelente artigo sobre Blogs na Educação.

Clique aqui para ler o texto na íntegra.

Abaixo, confira um trecho do artigo e um infográfico.
"Indiscutiblemente los Blogs son uno de los fenómenos más exitosos de Internet. Lo que poco se resalta es la diversidad de posibilidades que ofrecen para enriquecer los procesos educativos. Este artículo ofrece un panorama general tanto de WordPress, sistema gratuito de gestión de contenidos enfocado a la generación de Blogs, como de las innumerables funcionalidades que ofrece para el uso en el trabajo profesional docente y en las actividades de clase con estudiantes. Los trabajos colaborativos se han venido posicionando como una buena estrategia educativa. Sin embargo, esta metodología tiene el inconveniente de requerir casi siempre la confluencia de los integrantes del grupo en un mismo espacio. Con los Blogs se supera esa dificultad pues ofrecen un espacio virtual, independiente del sitio físico en el que se encuentren, donde pueden combinarse dependiendo de la actividad o proyecto de clase: Blogs generados entre docentes y alumnos y Blogs creados solo por estudiantes. Esto posibilita al docente, actuando de facilitador del aprendizaje, guiar constantemente a los estudiantes. Al respecto, se puede aprovechar otra de las tecnologías asociadas con la Web 2.0: la sindicación de contenidos o RSS."

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

DIA DO BLOG: 31 de agosto

O blogueiro e este blog se sentem felizes com a indicação recebida pelo Dia do Blog, feita pela amiga blogueira Semíramis Alencar, do Educando o Amanhã. A indicação reveste-se de grande significado porque é a primeira recebida por este Blog. Assim, vai aqui nosso agradecimento amazônico recheado de afeto e carinho.

E dando prosseguimento a corrente de indicações, apresentamos abaixo os nossos 5 indicados. Você, caro leitor, confira e indique também os seus 5 blogs:

1- Blogosfera Marli, da Profa. Marli Fiorentini. Um excelente blog, com reflexões sobre educação.
2- Blog da Meire Botura - Uma justa homenagem ao inigualável artista Wilson Simonal.
3- Um Blog sem Conteúdo, do Branco Leone - humor e seriedade na medida certa. Excelente blog.
4- Forma & Elenco, blog do Martoni, um holandês apaixonado por Bossa Nova.
5- Kimilokos, blog da Profa. Thaíza para os amantes da Química.

Abaixo um trecho da postagem da Semiramis, em seu Nada demais. Leia na íntegra aqui.

Hoje é o Dia do Blog - 3108, se você observar os números lembram a palavra Blog. Soube desse dia atravé do blog do prof Rafael Este dia foi criado como forma de divulgar e expandir a blogosfera. Origem da Palavra Blog (por Rui Miranda) – A palavra blog tem uma origem curiosa. Foi cunhada por acaso no início de 1999, e ainda não é encontrada na maioria dos dicionários tradicionais. Entretanto, ela é dessas coisas da web que vêm e pegam definitivamente...
No TOP BLOG 2011 ficamos entre os 100 melhores da categoria. Pode ser pouco para uns, mas para mim é motivo de orgulho e satisfação.
Sou muito grato a todos que passaram por essa rua que é meu blog e deram seu voto. Cord ad Cord Loquir Tum